A FIGURA DO SENSEI
Em homenagem ao Dia do professor.

KARATE-DŌ NOS JOGOS OLÍMPICOS?
Mais uma vez na corrida pela vaga nos Jogos Olímpicos.

KUMITE, O TERCEIRO PILAR
Clique e confira mais sobre esta prática dentro da arte marcial.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

4. A IMPORTÂNCIA DE PRATICAR KIHON

Osu [押忍]!

Como dito previamente em outro texto, o ensino do Karate-Dō [空手道] se fundamenta em três pilares essenciais, sendo o kihon [基本] um deles. Kihon [基本] significa fundamento, base, padrão e no Karate-Dō [空手道] é um treinamento individual, no qual o karateka [空手家] repete os movimentos em busca do aprimoramento.





Os diferentes estilos de Karate-Dō [空手道] possuem kihon [基本] próprios, fundamentados nos modelos propostos por mestres dos estilos primordiais de Okinawa [沖縄] (Naha-Te [那覇手], Shuri-Te [首里手] e Tomari-te [泊手]). O estilo Shōtōkan [松濤館] possui um kihon [基本] com gestos mais retos e pontuais, como característico das linhas Shuri-Te [首里手] e Tomari-te [泊手], influenciadas pelo mestre Ankō Itosu [安恒糸洲]. Tal modelo de kihon [基本] é presente também no estilo Wadō-ryū [和道流], inspirado no Shōtōkan [松濤館]. O Gōjū-ryū [剛柔流] apresenta em seu kihon [基本] uma maior gama de gestos circulares e indiretos, originados da linha Naha-Te [那覇手] de mestre Kanryō Higaonna [寛量東恩納], enquanto o Shitō-ryū [糸東流] é caracterizado por uma mescla de ambas as características. Poderiam ser citados ainda muitos estilos de Karate-Dō [空手道] e de kihon [基本].

O Karate-Dō [空手道] é uma prática de origem guerreira e, como tal, o combate possui um importante papel em seu desenvolvimento. E, para que o karateka [空手家] esteja preparado para o combate, deve ter uma base sólida e estruturada, ou seja, um kihon [基本] firme. Com fundamentos fortes, executa-se um Kata [形] forte e um kumite [組手] forte.


Após alguns anos de prática, é comum ouvir alguns praticantes mais graduados comentarem que o kihon [基本] é um treino muito reto, sem nuances a se explorar e, por vezes, chato. De fato, treinar os fundamentos no Karate-Dō [空手道], tal qual ocorre em muitas outras práticas orientais que tiveram influência japonesa, é algo muito técnico, específico e rígido. Mas isso não deve ser encarado como algo negativo. 


Através dos exercícios de kihon [基本], poderão ser suprimidas as mais elementares deficiências de movimentação e postura, trabalhando simultaneamente a percepção da necessidade de coordenar o corpo, agindo em sintonia com a mente e o espírito. É um processo de desenvolvimento global, no qual toda a energia do karateka [空手家] se encontra a serviço da técnica.


Não se trata apenas de desenvolver o corpo, mas o ser de forma integral. Entendendo o kihon [基本], entendemos que necessitamos de constante polimento e refinamento. Concentrando-se nessa prática, aprendemos a importância do desapego de nossos vícios e a nos manter centrados no caminho do guerreiro.


Reforçando, kihon [基本] significa fundamento. Esquecer ou desvalorizar os fundamentos de sua prática, seja ela qual for, pode significar a estagnação e até mesmo um retrocesso no desenvolvimento. Um médico que não se preocupa com os fundamentos da medicina não salva vidas. Um engenheiro que esquece seus fundamentos, não ergue estruturas. Um karateka [空手家] que esquece o kihon [基本] não é vitorioso na batalha mais importante: aquela que é travada consigo mesmo.


Osu [押忍]!


Brandel Filho [ブランデル フィリオ]

----------------------------------------------------------------------

REFERÊNCIAS

AGUIAR, J. Karatê Shito-ryu: os grandes mestres, os katas, entrevistas. São Paulo: Geográfica Editora, 2008.


CAMPS, H.; CEREZO, S. Estudio técnico comparado de los Katas de Karate. Barcelona: Editorial Alas, 2005.


FUNAKOSHI, G. Karatê-Do Kyohan: The Master Text. Tóquio: Kodansha International, 1973.


HIGAONNA, M. Traditional Karatedo Okinawa Goju-Ryu: Performances of the Kata. Tóquio: Minamato Researchs/Japan Publications, 1986. V.2.


NAKAYAMA, M. O Melhor do Karatê: Visão abrangente, práticas. São Paulo: Editora Cultrix, 2000a. V. 1, 11 v.


REID, H.; CROUCHER, M. O caminho do guerreiro: o paradoxo das artes marciais. São Paulo: Cultrix, 2004.


SHINJYO, K.; SENAHA, S.; ONAGA,Y. Three Major Schools of Okinawa Karate. Lake Forest, CA: YOE Incorporated, 2004. 2 DVD. 


TOGUCHI, S. Okinawan Goju-ryu: Fundamentals of Shorei-kan Karate. Burbank: Ohara Publications, 1976.

Nenhum comentário:

Postar um comentário